Nas tradições xamânicas, os xamãs têm uma relação muito estreita com a Morte, ela é encarada como uma passagem para outra dimensão e uma das principais fontes de inspiração e força.

O trabalho sobre o espírito dos mortos e o luto, permite fazer circular uma energia de Cura libertando e orientando as almas para a vida após a morte. Com este trabalho, o xamâ ajuda o moribundo e a sua alma a cruzar o limiar da morte. Ele acompanha também as almas errantes, que não encontraram o caminho para a outra dimensão, a encontrar este mesmo caminho. Por vezes sentimos a presença destas almas em locais que nos são familiares, e o praticante xamânico pode libertá-las.