Xamanismo, o que é?

O Xamanismo é um termo com origem na Sibéria e designa a forma mais antiga de espiritualidade e cura, cujas raízes recuam quase tão longe quanto a consciência humana. Ele é também uma forma de viver em harmonia com o mundo que nos rodeia e com o qual nós estamos em conexão.

No Xamanismo existe a consciência de vários níveis de realidade que vão para além da realidade visível a que estamos habituados. Estes níveis pertencem a realidade não ordinária, onde o Xamã, através da viagem xamânica (prática central deste sistema), entra num estado modificado de consciência, fora do tempo e do espaço, para procurar informação, orientação e cura para a pessoa que está a ser tratada e/ou para a sua comunidade.

O Xamanismo está muito ligado à natureza, onde todos os elementos que a compõem, como a água, o vento, o fogo, o sol, os animais, as árvores, ..., assim como os pontos cardeais possuem um espírito que, tal como as entidades que tradicionalmente conhecemos do mundo espiritual, podem vir a ser chamados a intervir na recuperação do nosso equilíbrio e bem estar.

No Xamanismo existe também a noção de que a experiência de cada indivíduo é única, pois cada um vive a sua realidade, a "realidade não habitual", de forma diferente, uma vez que a informação, resposta ou cura que recebemos são dirigidas a cada um de nós e são apreendidas pela mente racional de acordo com a abertura, experiência, estado emocional ou antecedentes culturais de cada um. Esta experiência não pode ser classificada como certa ou errada, só cada um de nós a pode interpretar e apreender de forma adequada.

Um Xamã, o que é?

A palavra Xamã, assim como o termo Xamanismo, provem da Sibéria e significa aquele que vê no escuro. Ele é considerado como um curador e um guia espiritual. A sua técnica principal consiste em se ligar às energias do Universo por técnicas de meditação ou de transe conhecidas pelo nome de "viagem xamânica".

 

Quais as indicações de um trabalho xamânico?

Além de curar espiritualmente, um trabalho xamânico é indicado para:

  • Recuperar a energia vital da pessoa;
  • Extrair intrusões (energias perturbadoras), que podem causar doenças ou problemas físicos e psíquicos;
  • Trazer informações ou respostas para problemas pessoais, de outra pessoa ou da comunidade;
  • Recuperar "partes de alma", normalmente perdidas em situações traumáticas;
  • Acompanhamento na morte, antes, durante e após a morte física;
  • Etc...